Três Árias

R$150,00

Este álbum contém, transcritas para voz de soprano e piano, as três árias da personagem-título da ópera Leopoldina. O libreto é do poeta Gerson Valle. A trama do libreto da ópera conta a história de vida da Arquiduquesa Princesa Leopoldina Habsburgo que casou-se por procuração, em 1817, com o Príncipe D. Pedro de Bragança, na época da colonização portuguesa do Brasil.

 

A Ária I, que tem duração de 3’ 51”, é cantada por Leopoldina no 1º ato. Nesta cena, que acontece em Veneza em 9 de junho de 1817, Leopoldina conversa com sua irmã Maria Luíza, ex-imperatriz da França. A cena sucede a festa de casamento de Leopoldina, em Viena, por procuração com o Príncipe D. Pedro de Bragança.

A Ária II, que tem duração de 7’ 07”, é cantada por Leopoldina no 3º ato. Ela escreve carta para a irmã. Dom Pedro demitiu o ministério e José Bonifácio se tornou oposição. Mostrando seu lado autoritário, Dom Pedro dissolveu a assembleia constituinte. Bonifácio foi exilado para a França. Leopoldina, em sua conturbada nona gravidez nos nove anos de Brasil, doente e cansada, já não consegue suportar calada os sofrimentos impostos por seu casamento.

A Ária III, que tem duração de 6’ 17”, é cantada no final do 3º ato pela personagem Professora Dina, soprano, que incorpora totalmente a figura de Leopoldina.
A Escola de Samba desfila com um enredo que homenageia a memória da Imperatriz Leopoldina. No desfile há um carro alegórico com o destaque da professora Dina representando Leopoldina. O papel é interpretado pela mesma cantora que representou Leopoldina na ópera. Uma jornalista entrevista a Professora Dina. A letra da ária é a resposta que Dina dá à pergunta da jornalista. Dina, líder comunitária que luta em favor dos pobres e que está fantasiada de Leopoldina, incorpora a figura da imperatriz, falando de sua luta, suas utopias e esperanças.

 

Em estoque

Informação adicional

Peso 150 g
Dimensões 30 × 21 × 1.3 cm

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Três Árias”